Minha História

Prestes a concluir o segundo mandato, o deputado Zaqueu Teixeira (PSD) é um dos parlamentares mais atuantes e combativos da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Incansável na busca por uma sociedade mais justa, Zaqueu aprovou e defendeu projetos de lei no âmbito da segurança, da assistência social, da defesa do consumidor, da saúde, entre outros. Zaqueu é autor de cerca de 50 leis, que beneficiam a população de todo o estado do Rio de Janeiro.

Entre as grandes atuações do plenário no segundo mandato, estão a defesa dos servidores públicos (Zaqueu votou contra todos os pacotes de maldades enviado pelo governo do estado), a luta para que a Baixada Fluminense fosse prioridade na aplicação dos recursos do empréstimo para duplicar a rede de abastecimento e distribuição da Cedae. O plano foi aprovado e uma fase será inaugurada em Nova Iguaçu. Já em
Queimados houve instalação de nova rede de distribuição.

Ele também travou embates com os responsáveis pela Segurança Pública por um plano específico e permanente de atuação das policias na Baixada Fluminense, assim como reforço para os batalhões e conclusão do novo prédio da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O deputado articulou com os demais parlamentares para colocar em tramitação a Lei Orgânica da Polícia Civil, aprovar a Lei que torna a Assistência Social uma política de Estado e projeto Recupera Rio, que continha o programa de anistia de juros e multas de IPVA atrasado.

O deputado Zaqueu Teixeira é presidente da Comissão de Cultura, é membro efetivo da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, da Comissão de Orçamento, da Comissão de Constituição e Justiça (suplente). Preside a CPI da Morte de Jovens Negros e Pobres e é membro da CPI das UPPs. Além de presidir a Comissão de Representação do Hospital Universitário Pedro Ernesto e a Comissão Especial da UPAS.

Eleito para o primeiro mandato em 2010, Zaqueu Teixeira pautou sua atuação na defesa de projetos de leis que reduzissem as desigualdades que atingem os cidadãos cariocas. Para tanto, focou seu dia a dia em ouvir todos os setores da sociedade e acolher suas demandas. Dessa troca de informações nasceram projetos de leis voltados para a Segurança Pública, Assistência Social e Direitos Humanos, Defesa do Consumidor, Cultura e tantos outros.

Zaqueu é autor da Lei 6.914/14, que institui o sistema de cotas para os cursos de pós-graduação, especialização, mestrado, e doutorado nas universidades públicas do Rio de Janeiro; da Lei 6.881/14, que obriga as operadoras de plano de saúde a avisar aos clientes o descredenciamento de médicos, hospitais e clínicas; da Lei 6.013/11 que determina a afixação, nos cartórios e imobiliárias, de cartazes avisando sobre descontos nas taxas na aquisição do primeiro imóvel; assim como da Lei 6.927/14, que obriga às operadoras de telefonia a avisar, por mensagem de texto ou voz, quando o limite da franquia for atingido e outras.

É de Zaqueu a Indicação Legislativa que reduziu o interstício para promoção de policiais e bombeiros militares. Foi incansável, cobrou, fez emendas e debateu com lideranças da Casa Legislativa para que os agentes da Polícia Civil tivessem a incorporação da gratificação de Delegacia Legal em seus vencimentos básicos. Também apresentou uma emenda favorecendo os delegados com a incorporação de uma gratificação semelhante a dos agentes.

Como parlamentar, ocupou o plenário para cobrar das autoridades providências em relação ao aumento da violência na Baixada Fluminense. Também usou o mandato para levar melhorias para o povo de Queimados: através de indicações legislativas, conseguiu uma van para transportar pacientes em tratamento de saúde em outras cidades, uma clínica da família para o Bairro São Jorge, inserção da cidade no Programa Bairro Novo, foi a Brasília pleitear recursos para construir um hospital no município, o dinheiro foi liberado pelo Governo Federal e Queimados Hospital de Cardiologia.

No final de 2012, Zaqueu Teixeira assumiu a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos e foi responsável pela expansão do Programa Renda Melhor Jovem para os 92 municípios do Rio, pela manutenção de milhares de famílias no Programa Aluguel Social e pela parceria com o Banco Internacional de Desenvolvimento (BID) para implantação do Programa Caminho Melhor Jovem, além de aumentar o número de CRAS e CREAS.

De volta à Alerj, no início de 2014, o parlamentar assumiu a presidência da Comissão de Cultura. Empenhou-se na luta dos funcionários da Fundação Anita Mantuano de Artes do Rio de Janeiro (Funarj) e conseguiu aumento maior que o proposto pelo governador, que era de 6,5%, com a emenda de Zaqueu o reajuste passou a 10%.

Promoveu debates sobre a Lei Estadual de Cultura e o Plano Estadual de Cultura, levou membros do Ministério da Cultura, representantes da indústria, do comércio, de sindicatos e ativistas culturais, a Duque de Caxias, para falar sobre a implantação do Vale-Cultura. Além de propor, através de PL, a inserção no calendário oficial do Estado O Dia do Trabalhador da Cultura, 9 de junho, e a Semana Comemorativa dos Saraus.

No mesmo período, criou a Frente Parlamentar de Assistência Social no âmbito do estado do Rio de Janeiro, através do Projeto de Lei 2804/14, a qual preside. Nas eleições de 2014, o parlamentar foi reeleito para a legislatura 2015/2019.

Zaqueu Teixeira nasceu em Queimados, começou estudar aos 9 anos e aos 13 já era camelô. Vendeu jornal, bala, picolé e sorvete para sobreviver. Para garantir casa, comida e oportunidade de trabalho, entrou para a Escola de Especialistas da Aeronáutica, em seguida fez exame supletivo e cursou Direito na UFRJ. Foi aprovado no concurso para delegado, pouco tempo depois já era chefe da Polícia Civil.

Mais Recentes

Categoria Notícia

“Zaqueu não gosta de coisa errada”

28 agosto, 2018

Categoria Notícia

Domingo nas feiras de Duque de Caxias

08 agosto, 2018